Open/Close Menu Marcos Martins Advogados tem desenvolvido, ao longo de sua trajetória, perfil altamente especializado na prestação de serviços jurídicos.

O escritório é referência para opiniões em diversos veículos importantes da imprensa CONFIRA Na Mídia Ebook LGPD Clique para download Podcast Direito ao Negócio Ouça aqui

Vitor José Ferreira do Couto
Advogado do escritório Marcos Martins Advogados

Em recente julgado, o Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo[1] manteve decisão do juiz de primeiro grau confirmando a validade de cláusula de plano de recuperação judicial que prevê a possibilidade de realização de compensação com credores que possuem débitos com a recuperanda.

No caso específico, a 2ª Câmara Reservada de Direito Empresarial entendeu que a alegação do banco agravante de que a referida cláusula que prevê a compensação feriria a par conditio creditorium seria argumento genérico, ainda mais levando-se em consideração que o plano de recuperação judicial foi aprovado por maioria esmagadora.

Em outras palavras, houve aprovação do plano e de todas as cláusulas atinentes ao soerguimento da recuperanda, sendo certo que o Poder Judiciário não poderia intervir em tal decisão dos credores, inclusive citando o Enunciado nº 46 da I Jornada de Direito Comercial CJF/STJ:

Produto Dashboard TributárioPowered by Rock Convert

Não compete ao juiz deixar de conceder a recuperação judicial ou de homologar a extrajudicial com fundamento na análise econômico-financeira do plano de recuperação aprovado pelos credores.

Ainda, foi adotado argumento da recuperanda de que a previsão da possibilidade de compensação no plano de recuperação seria apenas uma formalidade, eis que há previsão legal, constante do artigo 368 do Código Civil, autorizando a compensação.

O escritório Marcos Martins está atento para as novidades jurisprudenciais, a fim de prestar assessoria adequada e eficaz aos nossos clientes.

Dúvidas? Fale com nossos advogados e receba orientações.


[1]  TJSP – Agravo de Instrumento nº 2024346-49.2021.8.26.0000

Compartilhe nosso conteúdo
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
logo-footer