Open/Close Menu O escritório Marcos Martins Advogados tem desenvolvido, ao longo de sua trajetória, perfil altamente especializado na prestação de serviços jurídicos.
marcos martins informativo organização internacional do trabalho

Marília Silva de Melo
Advogada do Escritório Marcos Martins Advogados

A Organização Internacional do Trabalho – OIT editou e publicou uma lista contendo as 10 medidas práticas a serem adotadas tanto pelos empregadores, quanto pelos empregados e seus representantes, para um retorno seguro ao trabalho durante a pandemia mundial da Covid-19.

Uma das propostas da OIT é que antes do retorno ao trabalho, cada estabelecimento e local seja avaliado para que as medidas preventivas sejam implantadas garantindo a segurança e saúde dos trabalhadores, a fim de evitar o contágio das pessoas que retornarem ao seu ambiente de trabalho.

As 10 medidas recomendadas compreendem:

Formação de uma equipe para planejamento e organização do retorno ao trabalho;

Pontuar a necessidade de reabertura, quando ocorrerá, quem retornará ao trabalho e de qual forma;

Adoção de medidas de engenharia organizacional e administrativa;

Limpeza e desinfecção do ambiente de trabalho regularmente;

Promover meios para higiene pessoal;

Fornecer equipamentos de proteção, com a fiscalização de seu correto uso;

Monitoramento da saúde dos trabalhadores;

Considerar outros riscos e doenças como as psicossociais;

Revisão dos planos de preparação de emergência;

Revisão e atualização das medidas preventivas e de controle.

Há que se destacar que as medidas a serem adotadas pelas empresas são básicas, e podem consistir desde a instalação de barreiras físicas, como melhorias na ventilação do ambiente, ou mesmo adoção de flexibilidade na jornada de trabalho. Permanecendo sempre as práticas de limpeza e higiene, além de uso de equipamentos de proteção individual – EPI.

A recomendação da OIT visa complementar e não substituir os regulamentos, decretos e orientações nacionais de segurança e saúde no trabalho, ajudando a complementar os elementos para um retorno seguro ao trabalho.

O documento editado enfatiza a necessidade de adoção de que as diretrizes políticas sejam incorporadas aos sistemas nacionais de Segurança e Saúde no Trabalho, criando bases para um trabalho seguro. “Os trabalhadores devem se sentir seguros em seus locais de trabalho em relação aos riscos diretos indiretamente associados à Covid-19, incluindo questões psicossociais e de ergonomia relacionadas ao trabalho em posições difíceis ou com instalações precárias quando o trabalho é feito em casa” diz o documento.

Fato é, que para que os funcionários retornem com segurança aos locais de trabalho deve-se priorizar as opções mais seguras em substituição daquelas com maior risco de contágio,  como por exemplo substituir reuniões presenciais por reuniões virtuais, e caso não seja possível, deve-se adotar uma combinação de medidas especificas para cada local de trabalho, e medidas de controle técnico e organizacional, tudo para evitar o risco de contágio do trabalhador por Covid-19.

Dúvidas? Fale com nossos advogados e receba orientações.

Powered by Rock Convert
Powered by Rock Convert
Compartilhe nosso conteúdo
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
logo-footer